FANDOM


Astonishing X-Men Vol 4 2 Character Variant Textless

História

Desde muito nova, Raven Darkholme aprendeu a ter controle sobre seu dom mutante de transmutação, podendo manter sempre falsa aparência alienigica. De acordo com um retcon escrito pelo roteirista Chuck Austen, ela teve um relacionamento, na Alemanha, com o mutante Azazel (enquanto era casada com o Barão Christian Wagner) até o dia em que ela deu à luz Kurt Wagner, um mutante dotado de pele azul e aparência demoníaca (parecido com Azazél), que mais tarde se tornaria o Noturno, integrante dos X-Men. Perseguida pela ira dos habitantes locais, foi obrigada a jogar o recém-nascido em um rio para salvar sua própria vida.

Incapaz de mostrar seu verdadeiro rosto, com medo de discriminação, Mistica se tornou uma mestra em manipular as pessoas e mentir para garantir sua sobrevivência com os humanos. Mas usar seus poderes em prol da humanidade mostrou-se cada vez mais difícil e a cada insucesso ela ficava mais frustrada e raivosa. Em razão disso, passou a acreditar que a humanidade era sua ferrenha inimiga.

Assim, Mística veio a atuar como mercenária, trabalhando para a Hidra e, posteriormente, sendo a responsável pela segunda formação da Irmandade de Mutantes, que ganhou notoriedade ao tentar assassinar o Senador Robert Kelly, um ativista anti-mutante. Eles foram impedidos nessa e em muitas outras ocasiões pelos X-Men.

Ela viveu um caso amoroso com sua companheira de equipe Irene Adler, a Sina, e as duas adotaram uma jovem que mais tarde seria uma integrante de sua equipe, a mutante Vampira. Portanto, Mística é bissexual. O fanatismo de Mística e a sua incapacidade de ajudar no controle dos poderes de Vampira, fez com que essa pedisse ajuda a Charles Xavier e passasse então a integrar os X-Men, partindo o coração de sua "mãe". Vampira era a terceira filha que ela perdia. O primeiro fora Noturno e o segundo Graydon Creed, o qual foi abandonado por Mística em um colégio interno, visto que ela nunca aceitou sua condição de humano.

Posteriormente, ela conseguiu indulto por seus crimes ao vincular a Irmandade ao Governo Americano com o nome de Força Federal. Nesta fase, executou várias missões ordenadas pelo Governo, como a prisão de Magneto e até mesmo dos Vingadores, que estavam sendo investigados por traição. Também foram responsáveis pela captura do mutante fugitivo Rusty Collins que estava sob a proteção do X-Factor original.

Quando a Força Federal acabou, devido à morte de vários dos seus membros, uma nova formação do X-Factor assumiu seu lugar como conexão do governo, mediada por Charles Xavier e Valerie Cooper. Coincidiu com isso o fato de Sina ser assassinada por Legião (filho de Charles Xavier), fazendo Mística ficar mentalmente instável. Ela foi amparada por Forge, que tinha terminado seu relacionamento com Tempestade recentemente. O enlaço dos dois havia sido precarizado por Sina, que era uma mutante com o dom de ver o futuro. Logo eles iniciaram um romance, sendo que Mística aproveitou esse tempo para investigar os experimentos de Forge. Quando ele foi atacado por Trevor Fitzroy, membro dos Upstarts, ela o ajudou, sumindo em seguida.

Reapareceu um tempo depois tentando matar Legião, como forma de vingar a morte de Sina. Porém, isso coincidiu com os eventos que deram início à Era do Apocalipse, quando Legião morreu. Mística foi então capturada pelo X-Factor e obrigada, por meio da implantação de um inibidor neural, que a impedia de usar livremente seu poder, a trabalhar com a equipe por um bom tempo.

Mesmo sendo mantida em constante vigilância pelos demais membros da equipe, com o tempo ela conseguiu desativar o mecanismo, mas permaneceu no grupo por razões próprias, até que um menino mutante que ela protegia, Trevor Chase, foi agredido por militantes dos Amigos da Humanidade. Como vingança, ela planejou com sucesso a morte do líder da entidade: seu próprio filho franklin Creed (embora atualmente haja divergência sobre o real objetivo de Mística ao planejar o suposto assassinato).

Ela, em seguida abandonou após o X-Factor, quando descobriu que o governo havia implantado Dente-de-Sabre para matar o grupo. Decidida a matar o Senador Robert Kelly, ela mais uma vez reuniu a Irmandade de Mutantes e foi novamente impedida pelos X-Men, em uma batalha que custou a morte de Moira McTaggert e que fez Mística ferir gravemente Vampira. Mística também não saiu ilesa e ficou hospitalizada por meses. Recuperando-se em segredo, inflitrou-se na recém formada Tropa X (liderada por Banshee. Manipulando todo o grupo, deflagrou um enorme ataque sobre os principais centros europeus, objetivando iniciar a guerra entre mutantes e humanos, da qual acreditava que os mutantes sairiam vencedores. Durante o ataque, acabou matando Solar e cortou a garganta de Banshee.

Presa após o ataque, ela logo fugiu. Posteriormente atuou como operativa secreta do Professor Xavier, em missões arriscadas e secretas, em troca de proteção contra os inúmeros inimigos que adquiriu e ameaçavam sua vida. Porém, quando tentou trair o Professor, foi dispensada.

Atualmente, após trair os X-Men novamente, ela foi caçada por Wolverine, que a deixou mortalmente ferida e furiosa a mercê da própria sorte no meio de um deserto, declarando: "Eu irei ligar para meus amigos para virem me pegar, você não tem ninguém que se importe com você o suficiente para lhe salvar..."

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória