FANDOM






Quote1 Às vezes na vida chega o seu momento. Um instante quando tudo se alinha. Quando tudo é possível. Quando, subitamente, você pode fazer as coisas acontecerem. Deus nos ajude se aproveitarmos esse momento. E Deus nos perdoa se não o fizermos. Quote2
-- Jakob Eisenhardt fonte 

Primeira Guerra Mundial

Jakob Eisenhardt era o pai de Max Eisenhardt, mais tarde conhecido como Magneto. Jakob lutou no Sexto Exército Alemão em Ypres, em Outubro de 1914, em uma batalha conhecida como "Der Kindermord bei Ypern", que significa "O Massacre dos Inocentes", durante a Primeira Guerra Mundial. Depois de ser cegado por gás mostarda, Jakob passou cinco dias em um hospital de campo. À noite, Jakob iria levar os soldados mortos para valas comuns.

No verão de 1916, Jakob puxou um Major Bávaro, chamado Jurgen Scharf, para a segurança de uma vala nas proximidades sob fogo inimigo pesado. Por isso, Jakob recebeu uma recomendação por bravura e a eterna gratidão deste superior. Meses mais tarde, o Major Scharf colocou a Cruz de Ferro na lapela de Jakob e ele foi proclamado um orgulhoso filho da Alemanha.[1]

Alemanha Nazista e o Gueto de Varsóvia

Quado os Nazistas estabeleceram as Leis de Nuremberg, o irmão de Jakob, Erich, foi espancado e forçado a usar uma placa dizendo que ele havia envergonhado uma mulher Alemã, a família de Jacob recomendou que eles deixassem sua cidade natal Nuremberg, mas Jakob foi até o Major Scharf, esperando ganhar imunidade. Após ser deixado esperando por Scharf, Jakob o viu quando ele estava saindo e uma trupe de Nazistas o espancou por "causar tantos problemas" no escritório de Scharf e por resistir à prisão. Após horas sendo espancado, o Major Scharf jogou Jakob para fora de se escritório, afirmando que eles teriam matado ele e que agora eles estavam quites. Enquanto as coisas pioravam na Alemanha, Jakob ensinou sua família que "revide, e eles vão pisar na sua cabeça", e insistiu que eles deveriam ficar e aprender a seguir as regras. Eles não ficaram muito tempo após 7 de Novembro de 1938, quando Herschel Grynszpan assassinou o diplomata Alemão, Ernst vom Rath e os Nazistas começarem a aterrorizar o povo Judeu no Reichskristallnacht, eles fugiram para Varsóvia, na Polônia. Jakob e sua família viviam em um setor Judaico, onde os Nazistas construíram o Gueto de Varsóvia em Outubro de 1940. Quando os Nazistas começaram a deportar os habitantes do gueto para campo de extermínio de Treblinka em Julho de 1942, Jakob e sua família tentaram escapar. Em seu caminho para seu esconderijo eles foram capturados por soldados Nazistas e enquanto eles eram executados, Jakob salvou Max por o empurrar para fora da linha de tiro sem que ninguém notasse. Seus cadáveres e Max foram enterrados em uma vala comum.




Explore e Discuta

Notas de Rodapé